quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

Carnaval Idiossincrático: São Paulo

Quando a única coisa que lhe interessa no carnaval são os cinco dias de folga, a grande vantagem é que você - seguindo um anti-fluxo - viaja para lugares incomuns para a ocasião, visita com calma coisas que quer conhecer há tempos, mata as saudades dos amigos e tem, de fato, cinco dias de folga. (Além de pagar consideravelmente mais barato nas passagens e pegar vôos sem um minuto sequer de atraso).

Fui para São Paulo. Minhas últimas viagens para lá foram tão corridas que não me permitiam estar em lugares que tanto aprecio. Desta vez pude, finalmente, conhecer o Museu da Língua Portuguesa - coisa que eu almejava desde que ele foi inaugurado. Sensacional. Desbravei o centro histórico da maior cidade da América Latina e me aventurei com o maior sanduíche de mortadela que já vi na vida - iguaria do Mercado Municipal. Bom também foi caminhar pela Av. Paulista. Algo imprescindível. Como caminhar na orla em cidades litorâneas.

Tive noites hilárias (como a noite "Loser" - não se deixem levar pelo nome - foi a melhor de todas). Duvidei do poder dos raios solares paulistanos e à beira da piscina da família Preto quase adquiri uma ensolação nas coxas (mineira besta). Só chorei uma vez, assistindo ao filme À Procura da Felicidade - como é lindo! E ri incontáveis vezes. Reencontrei pessoas queridas, que se deslocaram de suas casas e seus afazeres para me ver: menina Rê e menina Sá, na segunda, e menino Wally na noite de ontem. Gosto tanto dessas pessoas.

E tudo isso, conduzida pela queridíssima amiga Jujú Preto. Poxa, nem adianta eu agradecer pela receptividade em sua casa, pelo roteiro de viagem tão gostoso, pelas caronas, por acordar às 4 da manhã para me levar ao aeroporto, por todos os passeios, pelo lápis de olho, pelo soro fisiológico, pelo Dirty Dancing, pela família maravilhosa, pelas gargalhadas. Por mais que eu agradeça ainda será pouco. Jujú, I Love You!

p.s.: É legal passar por bairros que você conhece só de ouvir falar em novela, caravanas do Sílvio Santos ou Banco Imobiliário.

p.p.s: Semana que vem voltarei a São Paulo. Mas isso é caso pra depois.


Cosmópolis



Catedral da Sé - by Jujú


Theatro Municipal, visto do Viaduto do Chá - by Jujú (eu acho)


Museu da Língua Portuguesa - encantador



Vai encarar?


Por fim, eu e minha digníssima anfitriã



No meu álbum do Orkut tem mais fotos...