sábado, 21 de abril de 2007

Será um atalho? Ou um desvio?

Perdi um pouco o rumo. Quando eu conseguir voltar aos eixos, retorno também com minhas atividades normais (bloguísticas, jornalísticas, fernandísticas).

Estou cheia de sensações paradoxais. Sobre as ruins eu não quero escrever ("palavras são fontes criadoras", já diria dona Luzanira Jorge - também conhecida como mãe da Sam). Quanto às boas, são do tipo intraduzíveis.