terça-feira, 7 de agosto de 2007

Aquele em que eu quero ir embora...

...quero mesmo, mas como diz a nova música do Nando Reis, "Tentei Fugir": "estradas não faltavam, faltava o combustível".

Mas é sobre outra música nova do Nando que eu quero falar. Ou melhor, é outra música do Nando que que falar sobre mim. Linda demais:


Eu e a Felicidade

(Samuel Rosa - Nando Reis)

E afinal ela quer me entregar
Ou não quer?
Um beijo letal
E some no espaço
E afinal de onde vem
Será que tem mais também?
Não ouço sinal
Ninguém nesse rádio
Ela entrou numa astronave
O seu sonrisal cápsula
Circular sensual
De longe chegou
Habitante de Marte
Depois de morder me deu um soco e assoprou
Depois de comer lavou suas mãos e enxugou
E eu não passo de um brinquedo
Desmontável
Mas no meu quintal desceu essa nave de Vênus

Vestida de noiva
De véu e grinalda
E sem explicar eu olhei para baixo
E vi no terreiro
Um trevo de cinco folhas
Que é muito mais raro
E eu entrei numa astronave
E sem avental, sem sapato ou gravata flutuei, levitei
Muito acima do asfalto
Eu e a felicidade

Que depois de me ver mostrou seu rosto e acenou
Depois disse adeus, beijou minha boca e abençoou
Ela não passa de um desejo
Inflamável
Natural é ter um trabalho, um salário
Um emprego
Nome confiável
Respeito na praça
Mas afinal o que é felicidade?
É sossego
Nesse mundo pequeno
De tempo e espaço
Ela só vem dizer que quem nasceu já conquistou
O reino de Deus é um direito
Não é um milagre


>>Se vocês soubessem o que eu quero, ririam. É ridículo de tão pouco.
>>Valeu pelas canciones, Sam!