quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Eu fico com a pureza da resposta das crianças...

Ontem eu soube que minha prima Maria, de 3 anos, anda morrendo de saudades de mim. Acorda perguntando por mim e passa o dia fingindo estar conversando comigo. É por esse tipo de coisa que viver vale a pena. O quê pode valer mais que o afeto de um coração puro?

Isso me deu vontade de contar alguns casos dela aqui.

Caso 1 - O Filho

Contexto: eu, a vendo meio cabisbaixa, chego para averiguar o que está acontecendo.
Eu: Ei, Maria, o quê foi?
Maria: Tô preocupada com meu filho, Nanda.
Eu: Ah, você tem um filho?
Maria:
Tenho sim.
Eu: E como chama seu filho?
(preparem-se!)
Maria: Bri...Bri...Brioco!
Eu: Brioco????
Maria: É, Brioco.
Eu: E como ele é?
Maria: Ele é muuuuuito pequenininho, muuuuito gordinho e parece uma borboleta.
Eu: Gargalhadas!!!


Caso 2 - O Sol


Contexto: ela se reencontrando com a mãe, depois de passar uns dias no sítio com o restante da família.
Maria: Mãe, você sabia que o sol nasce no lado direito da Terra e, por isso, quando é noite em alguns lugares aqui é dia, e quando aqui é dia lá é noite?
Karina (abismada): Maria, quem te ensinou isso?
Maria (displiscente): Ninguém, mas eu ouvi o Gustavo conversando sobre o assunto...

Caso 3 - O Ano Novo

Contexto: tudo bem, o caso 3 não é com a Maria. Mas é que eu me lembrei de um muito bom do Guilherme. O Gui tem 6 anos, é primo e melhor amigo da Maria. Um pouco mais bronquinha, mas lindo também. Abaixo um diálogo entre ele e eu, na noite do reveillon.
Gui: Por que que toda hora alguém pergunta as horas?
Eu: Porque quando der meia-noite será o ano novo.
Gui: Como assim ano novo?
Eu: Esse ano tá acabando e vai começar outro.
Gui (já meio indignado): Por que tem que acabar esse ano? Ele não tá bom?
Eu (tentando ser didática): É que todos os anos acabam, Gui. Hoje é o último dia de 2007. Amanhã será o primeiro de 2008. Um novo ano vai começar.
Gui: E quê que tem demais nisso?
Eu (concordando): Nada. Mas é sempre assim. Um ano tem que acabar para outro começar. E as pessoas comemoram isso.
Gui: É por isso que tá tendo essa festa?
Eu: É!!!
Gui: Mas então amanhã eu vou ter que voltar para a escola?
Eu: Não, você ainda tem mais um mês de férias.
Gui: Então tá...


p.s.: pronto, parei de falar de fossa!