quinta-feira, 14 de maio de 2009

Um tanto de nada

- Ontem foi a festa de lançamento da 3ª edição da revista Nova Lima Perfil, para a qual eu faço uns freelas e para a qual fiz a matéria de capa. Entrem no site e leiam minha matéria sobre saúde e minha matéria sobre turismo, que saiu na edição passada. Ou não leiam nada. É só pra contar que tenho escrito texto pra revista. Coisa que adoro.

- Estou realizando um trabalho jornalístico (como se eu fizesse outra coisa) para a escola onde estudei durante 11 anos. É bom voltar ali, entrando pela secretaria, sem uniforme e a hora que eu quiser. E ainda tomar um cafézinho na sala dos professores (território terminantemente proibido para alunos). Fico nostálgica até. Tem dias que quase choro. Eu sou muito besta mesmo. Mas é que fui muito feliz naquele lugar.

- Visitem a página da minha agência: http://www.maoduplacomunicacao.com/
Fui eu quem fiz, então relevem a falta de um design moderno e arrojado. O que importa é o conteúdo. Mostrem para seus amiguinhos! Me ajudem a trabalhar, minha gente!

- Estou escrevendo uma peça de teatro. O que que tem? Se eu quiser eu posso escrever até uma novela das oito. Ninguém precisa me dar crédito, eu escrevo assim mesmo.

- Também estou fazendo um curso de italiano on-line (pelo livemocha.com). Eu acho que está funcionando. Já sei as cores, já sei contar até vinte e decorei umas frases descontextualizadas tipo "La bambina è grassa". "Io ho i capelli neri" ( a menina é gorda/eu tenho o cabelo preto). Mas algo me diz que eu preciso mesmo é aprender como pedir informações de endereços ou de preço das coisas. Sei lá. Algo mais útil. Nunca falo "A menina é gorda" nem em português. De todo modo, eu não estou com nenhuma viagem marcada pra Itália. Então, tanto faz.

- Tudo isso é basicamente o que eu tenho feito durante a semana. Sábado e domingo é festafestafesta. Mas sobre isso a gente fala aqui, como eu já mencionei.

- O tópico acima foi só pra quebrar esse clima curriculum vitae do post e mudar totalmente de assunto.

- Ultimamente dei para pensar em calorias. Não queria começar a pensar nisso porque tenho a teoria de que caloria é igual fantasma. Só aparece pra quem acredita.

- Eu sou a única pessoa que eu conheço que quando fantasiada fica mais tímida. É que eu não sou exatamente tímida quando "desfantasiada". Então acho que a timidez faz parte da fantasia.

- Também eu sou mais anormal sóbria do que sob efeito de bebidas alcoolicas (eu ia dizer bêbada. Mas eu não fico bêbada!), odeio inverno, quero casar. Enfim, quase uma alienígena.

- Por falar em casar: voltei a fazer caminhada! Hábito que eu tinha abandonado (é que eu sempre me encontro com uns casais bonitinhos na pista, por isso me lembrei).

- Acho assustador quando me lembro de coisas que aconteceram há mais de 20 anos.

- Há um ano atrás eu estava mergulhando em Porto de Galinhas. Hoje eu estou aqui mergulhada em trabalho e contas a pagar.

- Minha memória excelente me tortura. Se ela fosse um pouquinho menos eficiente talvez eu fosse mais feliz.

- Felipe me perguntou, nos comentários do post passado, se sou leonina. Na verdade, sou libriana. Mas acho que me pareço leonina por falar muito sobre eu mesma. É só uma questão de originalidade. Ninguém mais fala desse assunto! Rá!

- Das enfermidades modernas: eu sempre ouço meu celular tocando quando ele NÃO está tocando. E, claro, quando ele toca realmente eu não escuto.

- Dizem que talento pra qualquer coisa todo mundo tem. Mas há quem tenha tantos talentos, né? E eu aqui, pelejando pra descobrir ao menos um em mim.

- Posts gigantes assim significam exatamente isso: só Deus sabe quando volto.