terça-feira, 16 de março de 2010

Contos da Violeta

III - Coisa de filme



CENA 1 - BOATE/INTERNA/NOITE

SOBE SOM: DANCING QUEEN - ABBA

ELE:
- Tava te olhando dançar aí, sozinha. Parece uma cena de Almodóvar.

ELA:
- Fale com ela? Tudo sobre minha mãe? Volver?

ELE:
- Volver. Havia algo de Penelope Cruz.

ELA:
- Gosto mais dela em Vick, Cristina, Barcelona.

ELE:
- Gosta de Almodóvar e Woody Allen?

ELA:
(apontando para um quadro de Pulp Fiction na parede)
- E do Tarantino também.

ELE:
- Gostou de Bastardos Inglórios?

ELA:
- Gostei. E você?

ELE:
- Muito. Mas prefiro o Brad Pitt naquele filme em que ele é casado com a Cate Blanchett e ela leva um tiro...

ELA:
- Babel!

ELE:
- Gosta de Babel? Eu adoro esse filme.

ELA:
- Também. Mais pelo Gael que pelo Brad Pitt.

ELE:
- Entre os dois, acho que eu continuo com a Penélope Cruz.

(silêncio)
(suspiros)

ELE:
- É...haja hoje para tanto ontem.

ELA:
- Isso é Paulo Leminski.

ELE:
- Não acredito que você gosta de Paulo Leminski.

ELA:
- Adoro esse estilo. Leminski, Arnaldo Antunes...

ELE:
- Gosto do Arnaldo. Titãs em geral. Essa turma dos anos 80. Todo mundo ali foi influenciado pelo rock inglês, que é o que eu gosto mesmo.

ELA:
(espantada)
- Não vai me dizer que é atleticano.

ELE:
- Sou. E muito. Mas tenho uma falha de caráter. Adoro Big Brother.

ELA:
- Perdoo sua falha se você torcer para a mesma pessoa que eu.

ELE:
- Dourado!

ELA:
- Claro! Nossa...o que você faz da vida?

ELE:
- Publicitário e você?

ELA:
- Jornalista.

ELE:
- Combinamos mesmo, hein?

ELA:
- Parece que sim.

ELE:
- Mas vou mudar de profissão. Tô fazendo outra faculdade.

ELA:
- De quê?

ELE:
- Medicina.

ELA:
- Ainda estamos em sintonia. Sou hipocondríaca.

ELE:
- Hipocondríacos me divertem. Talvez você esteja precisando de alguém que cure suas neuras.

ELA:
- Talvez.

ELE:
- Quer namorar comigo?

ELA:
- Talvez.