domingo, 28 de novembro de 2010

Os poemas

não sei

se é meu

ou de mim



o eu

que rima

com fim



talvez

ali

ou além



alguém

seja eu

por mim
 
_____________________________________________________________
 
Amar alguém só pode fazer bem
Não há como fazer mal a ninguém
Mesmo quando existe outro alguém
Mesmo quando isso não convém

Amar alguém só pode fazer bem
É coisa que acontece sem razão
Embora a soma cause divisão

Amar alguém só pode fazer bem
Não se decide amar e nem a quem
Ninguém comanda a tentação que tem
O cupido não divulga quando vem
Deixando o alvo tenro e sem porém
Amar alguém só pode fazer bem
Seja uma pessoa só ou um harém
Se não existe algoz e nem refém

Amar alguém só pode fazer bem
Amar alguém não tem explicação
Não há como conter um furacão
Os corpos vivos sofrem atração
Apaixonados não têm coração

Amar alguém só pode fazer bem
Mesmo se fizer mal também
A eternidade nunca diz amém
Desejos avassalam sem perdão
Querer acaba quando já se tem

Amar é só continuar querendo
Embora cause tanto sofrimento
Amar alguém só pode fazer bem
Amores vão embora, amores vêm
Amores vãos, amores para sempre,
Se nosso corpo todo vem do ventre

Amar alguém só pode fazer bem
Mesmo que comentem e condenem
Mesmo que destratem com desdém
Só pode fazer bem amar alguém

Por isso então não chore mais, meu bem

[Ambos extraídos do livro N.D.A, de Arnaldo Antunes. Em breve vou postar sobre este livro e outros que tenho lido]