sábado, 13 de dezembro de 2014

Absolvam Zuckeberg

Foi um ano complicado para muito gente. Deu confusão na Copa. Deu confusão nas eleições. Deu confusão na família. E o palco de tudo? O Facebook. Ouvi alguém resmungar por esses dias que, não fosse o Face, nada disso teria acontecido.

Seria então Zuckeberg o culpado pelo mau-caratismo, pela intolerância, pelas fofocas e pela ingratidão que assolou 2014? Absolutamente não. Não vou praguejar contra o Facebook. Ele não fez nada além de escancarar o que, em tempos menos tecnológicos, passaria uma vida sendo tramado por baixo dos panos. 

Zucke, meu caro, obrigada por ter criado essa rede social que me permitiu fugir para as montanhas enquanto eu ainda tinha chances de me salvar.

Flw vlw!