sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Metáfora do dia



Talvez eu escreva um livro com metáforas. A de hoje é com baleias. 

Estou meio obcecada por documentários de baleias. O último que vi foi o Blackfish, sobre os casos de treinadores que foram mortos por orcas no SeaWorld. Triste demais ver um animal de cinco toneladas sendo criado numa piscina e ainda sendo naturalmente chamado de assassino. Se alguns treinadores foram mortos em trabalho, por outro lado não há registro de humanos mortos por orcas na natureza. 

A questão é óbvia: no cativeiro a baleia tem seu instinto reprimido e acaba virando uma bomba-relógio. Nenhum ser vivo foi feito para ter sua natureza ofuscada. Quando existe a obrigação de viver uma vida que não é sua, reprimindo seus desejos primordiais, fatalmente alguém vai se machucar muito.